A delegação nigeriana vai auxiliar técnicos guineenses a configurar o servidor, visando – de acordo com o Gabinete de Apoio ao Processo Eleitoral – a consolidação dos dados do registo dos eleitores, para produção dos cadernos eleitorais.

O PRS e outros partidos políticos lançaram dúvidas sobre a credibilidade do recenseamento eleitoral, tendo exigido a convocação da empresa nigeriana envolvida no processo, a transferência da gestão do processo para o país e a mudança dos dados para um novo.

A transferência de competências dos técnicos nigerianos para elementos do Gabinete de Apoio ao Processo Eleitoral vai ser observada por representantes dos partidos políticos.

As Eleições Legislativas estavam marcadas para 18 de Novembro, mas o Presidente adiou-as sine-die, depois de consultar o Presidente da Comunidade da África Ocidental. José Mário Vaz faz depender a marcação de nova data, da conclusão do recenseamento.

O Gabinete de Apoio ao Processo Eleitoral tem reiterado que os partidos têm tido acesso ao processo de recenseamento dos eleitores, tendo por objectivo assegurar a sua transparência e contribuir para eleições justas e claras.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

União Africana satisfeita com desempenho eleitoral da Guiné-Bissau

A Missão da União Africana faz um balanço positivo das Eleiç...

Guiné-Bissau    12 março 2019

PRS afasta cenário de maioria absoluta na Guiné-Bissau

O Partido da Renovação Social, PRS, foi o último, das princi...

Guiné-Bissau    12 março 2019

PAIGC clama vitória, MADEM - G15 diz que não há governo sem coligação

PAIGC e MADEM - G15 reagiram ontem, não aos resultados ou pr...

Guiné-Bissau    12 março 2019

CEDEAO faz avaliação positiva das Legislativas guineenses

Em conferência de imprensa, de apresentação da declaração pr...

Guiné-Bissau    12 março 2019

Portugal é campeão europeu de Atletismo em Pista Coberta INAS

A seleção portuguesa de Atletismo ANDDI/FPA19 conquistou...

Portugal    10 março 2019