João Lourenço reuniu-se com personalidades ligadas à defesa dos direitos dos cidadãos angolanos. Os participantes reconhecem a importância do encontro, mas admitem que ainda há temas proibidos, como as questões ligadas ao apuramento do resultado eleitorais.

Não obstante, o grupo apresentou reivindicações no âmbito dos direitos e liberdade dos cidadãos, e a aprovação dos Estatutos de Utilidade Pública das organizações da sociedade civil do país.

Da lista das reclamações encontra-se a situação de trinta e cinco pessoas acusadas de tentativa golpe de Estado, bem como outros casos, que carecem de solução.

O chefe de Estado mostrou-se “atento” e pediu para as instituições não governamentais angolanas continuarem o seu trabalho.

A iniciativa partiu de João Lourenço, por considerar que a “sociedade civil constitui um interlocutor incontornável do Executivo na concepção e execução das políticas públicas, visando o bem-estar de todos os angolanos”.

É a primeira vez que, desde a Independência, já lá vão mais de 40 anos, tal sucede.

Entre os convidados encontravam-se Luaty Beirão, que esteve preso por manifestar a sua opinião contra José Eduardo dos Santos e o seu regime, bem como Sérgio Calundungo, da Open Society, e José Patrocínio, da Associação Religiosa Omunga.

A Rafael Marques não foi permitida a entrada, por não constar na lista dos convidados da reunião. A Presidência angolano veio assumir posteriormente o erro de organização, e informar que o jornalista será recebido, por João Lourenço, em encontro privado.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Pódios para surfistas brasileiros e portuguesa invisuais na Califórnia

Tem apenas 13 anos, chama-se Marta Jordão Paços e conquistou...

Geral    17 dezembro 2018

CPLP não pode ser vista como uma "comunidade de românticos"

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP, tem de a...

Angola    17 dezembro 2018

São Vicente quer TACV a voar para a Ilha

Mais de mil pessoas marcharam, no Mindelo, pela reposição do...

Cabo Verde    17 dezembro 2018

Secretário-geral da OPEP visita Angola

A deslocação, de dois dias, contempla reuniões com o Preside...

Angola    17 dezembro 2018

UNITA exige mais no combate à corrupção em Angola

Para o principal partido da oposição o que o Presidente ango...

Angola    16 dezembro 2018