Depois da polémica o jornalista angolano, Rafael Marques, acabou por ser recebido pelo Presidente João Lourenço. O responsável pelo "Maka Angola" tinha sido impedido de participar num encontro que incluiu ativistas dos Direitos Humanos, entre eles Luaty Beirão, porque o seu nome não constava da lista dos convidados da reunião.

A Presidência angolana veio, posteriormente, assumir o erro de organização e informar que o jornalista seria recebido, por João Lourenço, em encontro privado. Foi o que aconteceu ontem.

No final do encontro, aos jornalistas, o também ativista dos Direitos Humanos reconheceu que houve uma "grande" mudança desde que João Lourenço assumiu os destinos do país mas frisou que a situação económica do país continua a ser delicada.

Chefe de Estado e jornalista falaram sobre a situação dos Direitos Humanos no país, o combate à corrupção e sobre a Operação Resgate. Em relação à corrupção Rafael Marques afirmou aos jornalistas que ele é um "cancro" na sociedade angolana que consome recursos que poderiam ser investidos na Educação e Saúde.

No seu jornal, Maka Angola, Rafael Marques fez também uma avaliação positiva do encontro com o chefe de Estado:

"O presidente João Lourenço encorajou-me hoje a prosseguir com as minhas investigações sobre a corrupção e a encaminhar os casos à Procuradoria-Geral da República.

A luta contra a corrupção, incluindo o repatriamento de capitais, é uma das prioridades do seu governo. Para o efeito, conta com o contributo dos cidadãos na moralização da sociedade. (...) Em resumo, falei com um presidente franco e aberto, receptivo ao diálogo e à crítica", escreve o jornalista na referida publicação na internet.

Rafael Marques tem delatado, ao longo dos anos, casos que considera escandalosos no seu país. O antigo Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos e os seus filhos foram muitas vezes alvo das suas críticas. Chegou mesmo a ser julgado, e absolvido, já na era João Lourenço.

 

(Foto: @GovernodeAngola)

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Pódios para surfistas brasileiros e portuguesa invisuais na Califórnia

Tem apenas 13 anos, chama-se Marta Jordão Paços e conquistou...

Geral    17 dezembro 2018

CPLP não pode ser vista como uma "comunidade de românticos"

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP, tem de a...

Angola    17 dezembro 2018

São Vicente quer TACV a voar para a Ilha

Mais de mil pessoas marcharam, no Mindelo, pela reposição do...

Cabo Verde    17 dezembro 2018

Secretário-geral da OPEP visita Angola

A deslocação, de dois dias, contempla reuniões com o Preside...

Angola    17 dezembro 2018

UNITA exige mais no combate à corrupção em Angola

Para o principal partido da oposição o que o Presidente ango...

Angola    16 dezembro 2018