Para o principal partido da oposição o que o Presidente angolano tem feito naquela matéria não chega. A força exige “verdadeiro” combate àquele tipo de crime que lesa o Estado e as pessoas.

A reivindicação foi feita pelo Presidenta da UNITA na reunião da Comissão Política do partido, que termina decorre hoje, 16 de Dezembro, nos arredores de Luanda.

Isaías Samakuva aproveitou a oportunidade para reclamar também a “efectiva descentralização administrativa. 

O dirigente reafirmou que a organização que representa reclama não só a realização de Eleições Autárquicas em 2020, e que a votação abranja “todos os Municípios do país”, ao contrário do que o MPLA, no poder, pretende.

O político instou os 251 membros da Comissão Política, representantes das estruturas do Galo Negro em todas as Províncias de Angola, a lutarem pela consulta nos 164 Concelhos do país.

Tendo por objectivo essa reivindicação, aguarda-se que a Comissão marque, hoje, o Congresso da agremiação partidária.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Carlos Gomes Júnior apresenta candidatura a Presidente da Guiné-Bissau

O antigo Primeiro-Ministro guineense promete lutar, de forma...

Guiné-Bissau    14 agosto 2019

Presidente de Timor solicita constitucionalidade de diplomas aprovados no Parlamento

Em causa está a nova formulação das Leis do Fundo Petrolífer...

Timor-Leste    13 agosto 2019

Alemanha suspende investimentos no Brasil

Na base da decisão está a política ambiental do Governo Bras...

Brasil    12 agosto 2019

Companhia Aérea de Cabo Verde retoma voos domésticos

A empresa vai operar para as ilhas de Santiago e São Vicente...

Cabo Verde    12 agosto 2019

Há 500 anos começava a primeira viagem de circum-navegação

Há 500 anos o português Fernão de Magalhães e o espanhol Seb...

Portugal    10 agosto 2019