Para o principal partido da oposição o que o Presidente angolano tem feito naquela matéria não chega. A força exige “verdadeiro” combate àquele tipo de crime que lesa o Estado e as pessoas.

A reivindicação foi feita pelo Presidenta da UNITA na reunião da Comissão Política do partido, que termina decorre hoje, 16 de Dezembro, nos arredores de Luanda.

Isaías Samakuva aproveitou a oportunidade para reclamar também a “efectiva descentralização administrativa. 

O dirigente reafirmou que a organização que representa reclama não só a realização de Eleições Autárquicas em 2020, e que a votação abranja “todos os Municípios do país”, ao contrário do que o MPLA, no poder, pretende.

O político instou os 251 membros da Comissão Política, representantes das estruturas do Galo Negro em todas as Províncias de Angola, a lutarem pela consulta nos 164 Concelhos do país.

Tendo por objectivo essa reivindicação, aguarda-se que a Comissão marque, hoje, o Congresso da agremiação partidária.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Guiné-Bissau terá novo ministro do Interior antes das Legislativas

Foi no início de novembro último que o Presidente da Guiné-B...

Guiné-Bissau    20 janeiro 2019

Taxa para tirar um passaporte em Angola aumenta 10 vezes

Fazer um passaporte angolano é agora 10 vezes mais caro. A a...

Angola    19 janeiro 2019

Presidente da Renamo vai continuar a residir na Gorongosa

Ossufo Momade escolheu manter-se no reduto do partido, enqua...

Moçambique    18 janeiro 2019

Renamo escolhe Ossufo Momade por larga maioria

O Coordenador interino do partido, desde a morte de Afonso D...

Moçambique    17 janeiro 2019

Bolsonaro dispara primeiro decreto

Ao décimo quinto dia da sua Presidência, o Capitão na reserv...

Todas as Notícias    15 janeiro 2019