O Senado brasileiro aprovou o "impeachment", com 55 votos a favor e 22 contra, e afastou a presidente. Dilma Rousseff que será substituída por Michel Temer que prepara já o seu executivo, com cerca de metade dos ministros, que apresentará nas próximas horas.

A decisão foi tomada depois de quase 21 horas de sessão plenária com os 78 senadores presentes. 

Dilma Rousseff fica afastada do cargo até 180 dias, para ir a julgamento. Ainda antes do final da votação Dilma exonerou quase todos os ministros do seu governo, incluindo Lula da Silva, o que significa que tinha a certeza do resultado final da votação. Mantém-se em funções Alexandre Tombini, presidente do Banco Central brasileiro, que deverá fazer a ponte no período de transição entre governos.

Comentar

Comentários   

0 # Maryjo 31-01-2021 08:50
Admiring the time and energy you put into your website and in depth information you offer.
It's nice to come across a blog every once in a while that isn't the same old
rehashed information. Excellent read! I've saved your site and I'm adding your RSS feeds to my Google account.


Have a look at my page :: cheap flights
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mervin 01-02-2021 17:36
This post is priceless. How can I find out more?



Take a look at my web-site: cheap flights
Responder | Responder com citação | Citar
{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019