Em vários estados brasileiros estava a ser feita uma espécie de "caça às bruxas" em Universidades onde estavam a acontecer manifestações, no âmbito das Presidenciais no país. A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu, totalmente e de forma imediata, quaisquer atos judiciais e administrativos que levem agentes da polícia a invadirem, e a fazerem buscas, em faculdades do país, públicas ou privadas. A magistrada considerou, depois de uma ação interposta pela Procuradoria-Geral da República, na sexta-feira, que era preciso garantir a liberdade de expressão e de reunião de estudantes e de professores em instituições de ensino e que estava a acontecer um "erro de interpretação de lei" que estava "a conduzir a contrariedade ao direito de um Estado democrático". A decisão terá agora que ser avaliada em plenário no Supremo mas qualquer intervenção está, desde o momento em que a decisão foi tomada, interdita.

A Procuradoria-Geral da República decidiu agir depois de receber informações de que estaria a ser proibida a propaganda eleitoral nas universidades do país. A PGR apresentava um caso concreto, na Universidade Federal de Campina Grande. Um Juiz Eleitoral decidiu que fossem feitas buscas e apreensões na sede da Associação de Docentes de um documento denominado "Manifesto em Defesa da Democracia e da Universidade Pública".

Mais um caso que acontece a um dia das Presidenciais no Brasil.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Luto Nacional em Cabo Verde por morte do 1º bispo cabo-verdiano

O governo de Cabo Verde decretou dois dias de Luto Nacional ...

Cabo Verde    19 junho 2019

Cimeira de Negócios Estados Unidos e África decorre em Maputo

A iniciativa vai de hoje a sexta-feira, envolvendo delegaçõe...

Moçambique    18 junho 2019

Fim da crise política na Guiné-Bissau?

A poucos dias do final do seu mandato, enquanto presidente d...

Guiné-Bissau    18 junho 2019

Corrupção e novos rostos no VII Congresso Extraordinário do MPLA

O VII Congresso Extraordinário do MPLA terminou com novidade...

Angola    18 junho 2019

Portugal entre os países mais seguros do mundo e da Lusofonia

Portugal é considerado, pelo Global Peace Index 2019, como o...

Portugal    15 junho 2019