A iniciativa, convocada por estruturas sindicais, fez-se sentir em todo o território brasileiro. Segundo os seus organizadores, aproximadamente 45 milhões de trabalhadores aderiram à greve em mais de 375 cidades do país.

A paralisação envolveu trabalhadores metalúrgicos, químicos, professores, bancários e funcionários públicos. Milhões de brasileiros manifestaram-se por todo o país. Alguns cortaram ruas e estradas em várias cidades brasileira, afectando a circulação rodoviária. A polícia utilizou canhões de água e gás lacrimogéneo para os dispersar.

Os militares fizeram várias dezenas de detenções. Em Porto Alegre foram presas 54 pessoas que se manifestavam em frente a uma empresa de transportes rodoviários.

Durante o protesto cinco pessoas foram atropeladas por um automobilista, numa via bloqueada, em Niterói. O condutor pôs-se em fuga. Os atingidos tiveram de ser assistidos em unidade hospitalar do Rio de Janeiro.

A paralisação também afectou os transportes públicos, não obstante o Sindicato da classe não ter aderido ao protesto, mormente em São Paulo, João Pessoa, Curitiba, Maceió e Salvador, segundo o portal de notícias G1.

Os trabalhadores brasileiros contestam a reforma do sistema de pensões, proposta pelo Governo, nomeadamente o aumento no tempo de contribuição e a implantação da idade mínima para os trabalhadores obterem a sua pensão.

A greve geral declarada por várias Centrais Sindicais brasileiras, conta com o apoio dos partidos políticos da oposição e movimentos sociais.

Esta foi a maior manifestação contra Jair Bolsonaro e o seu Governo, tendo como pano de fundo as reformas que pretende implantar, desde que assumiu a Presidência do Brasil, há menos de meio ano.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Um milhão de euros para apoiar Presidenciais guineenses

A União Europeia vai apoiar a realização das eleições Presid...

Guiné-Bissau    02 outubro 2019

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019