A Agência de Vigilância Sanitária verificou que mais de metade dos produtos agrícolas verificados continham químicos que matam as abelhas. A instituição analisou quatro mil amostras de vegetais comuns na alimentação dos brasileiros, e predominantes nos campos do país.  O elemento activo mais encontrado foi o Imidacloprido, um derivado da nicotina que, por se espalhar pela planta, se torna mortal para aqueles seres vivos.

Especialistas brasileiros observam que estes resultados são alarmantes, ao contrário das conclusões optimistas incluídas no relatório do Estudo, consideradas "mascaradas" pela Greenpeace.

Cerca de um quarto dos alimentos analisados continham pesticidas nocivos em quantidades superiores às permitidas legalmente, enquanto outro quarto apresentava quantidades nocivas para pessoas com peso inferior a 50 quilos, nomeadamente, crianças e jovens.

No início do ano, centenas de enxames foram dizimados em quatro estados brasileiros. A principal causa da mortandade decorreu do contacto com químicos à base de nicotina.

Os nicotinoides aplicados pelos agricultores brasileiros afectam o sistema nervoso central das abelhas, lesando as suas capacidades de orientação.

O morticínio das abelhas, provocado por tóxicos agrícolas, é um alerta também no contexto da saúde pública humana. Cientistas brasileiros alertam que se aqueles químicos fazem mal às abelhas também prejudicam as pessoas, dado que – como se espalham pela planta – mesmo depois de lavados ou descascados continuam contaminados.

Por outro lado, dado o carácter polinizador das abelhas, o seu desaparecimento em massa afecta a produção agrícola.

No Brasil, mais de metade das 141 espécies de plantas alimentares dependem da transferência do pólen, de flor em flor, efectuado pelas abelhas. Por seu turno, as Nações Unidas consideram que três quartos das culturas dependem da fertilização efectuada por aqueles insectos.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019