Este grupo etário é o mais afectado pelo desemprego no país. No entanto, a percentagem dos que se encontra nesta situação caiu cerca cinco por cento, rondando os 28 por cento. Metade são jovens do sexo feminino.

Os dados sorte o trabalho no arquipélago, relativos ao ano passado, revelam que três em cada 10 indivíduos dos 15 aos 34 anos não só não trabalha, como não estuda e nem frequentou qualquer actividade formativa.

Cabo Verde tem pouco mais de 62 mil pessoas com idades entre os 15 e os 34 anos, mais de metade com idades acima dos 24 anos.

Com nove anos de escolaridade média, mais de três quartos estão disponíveis para trabalhar e cerca de um terço espera emprego há mais de um ano.

No global, o número de pessoas empregadas caiu de 203 mil 775, em 2017, para 195 mil, no ano passado, não obstante o aumento da população com mais de 15 anos. A taxa de sub-emprego está próxima dos 15 por cento.

Segundo o Instituto de Estatísticas de Cabo Verde a taxa de inactividade superou os 44 por cento no ano passado, quando em 2017 estava à beira dos 41 por cento. Aquela entidade estima que haja mais de 177 mil e 500 inactivos no país.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Cabo Verde primeiro país africano a aderir à descarbonização dos transportes

A cerimónia de adesão à referida Aliança decorreu hoje, 24 d...

Cabo Verde    24 abril 2019

Tribunal reduz pena a Lula da Silva

O Superior Tribunal de Justiça do Brasil decidiu passar de 1...

Brasil    24 abril 2019

Aprovada proposta de lei para criação de autarquias em Angola

Foi aprovada, pelo Parlamento angolano, na generalidade, a p...

Angola    23 abril 2019

Presidente de Moçambique na China

Filipe Nyusi está, em Pequim, para participar no segundo Fór...

Moçambique    22 abril 2019

Países lusófonos entre a boa e a difícil situação no que toca a liberdade de imprensa

Portugal subiu dois lugares na classificação dos Repórteres ...

Geral    22 abril 2019