Este grupo etário é o mais afectado pelo desemprego no país. No entanto, a percentagem dos que se encontra nesta situação caiu cerca cinco por cento, rondando os 28 por cento. Metade são jovens do sexo feminino.

Os dados sorte o trabalho no arquipélago, relativos ao ano passado, revelam que três em cada 10 indivíduos dos 15 aos 34 anos não só não trabalha, como não estuda e nem frequentou qualquer actividade formativa.

Cabo Verde tem pouco mais de 62 mil pessoas com idades entre os 15 e os 34 anos, mais de metade com idades acima dos 24 anos.

Com nove anos de escolaridade média, mais de três quartos estão disponíveis para trabalhar e cerca de um terço espera emprego há mais de um ano.

No global, o número de pessoas empregadas caiu de 203 mil 775, em 2017, para 195 mil, no ano passado, não obstante o aumento da população com mais de 15 anos. A taxa de sub-emprego está próxima dos 15 por cento.

Segundo o Instituto de Estatísticas de Cabo Verde a taxa de inactividade superou os 44 por cento no ano passado, quando em 2017 estava à beira dos 41 por cento. Aquela entidade estima que haja mais de 177 mil e 500 inactivos no país.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Luto Nacional em Cabo Verde por morte do 1º bispo cabo-verdiano

O governo de Cabo Verde decretou dois dias de Luto Nacional ...

Cabo Verde    19 junho 2019

Presidenciais agendadas para 24 de novembro na Guiné-Bissau

O Presidente da República da Guiné-Bissau agendou, para 24 d...

Guiné-Bissau    19 junho 2019

Cimeira de Negócios Estados Unidos e África decorre em Maputo

A iniciativa vai de hoje a sexta-feira, envolvendo delegaçõe...

Moçambique    18 junho 2019

Fim da crise política na Guiné-Bissau?

A poucos dias do final do seu mandato, enquanto presidente d...

Guiné-Bissau    18 junho 2019

Corrupção e novos rostos no VII Congresso Extraordinário do MPLA

O VII Congresso Extraordinário do MPLA terminou com novidade...

Angola    18 junho 2019