Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola perderam, enquanto as do Brasil empataram. As africanas saíram derrotadas, por 28 a 35, com as holandesas, e as americanas impuseram, uma igualdade a 19, frente às detentoras do título, as francesas.

Os dois jogos, como os resultados expressam, tiveram matizes diferentes. Na partida entre Angola e Holanda, estas tiveram sempre o resultado controlado, não obstante no início do segundo tempo as africanas terem encurtado para dois a diferença de cinco que vinha da primeira parte.

Fruto da recuperação, as palancas acalentaram a esperança de chegar ao empate mas, erros técnicos sucessivos, fizeram disparar a desvantagem para sete bolas, idêntica à verificada na partida com a Sérvia.

Após o encontro, o seleccionador angolano reconheceu a influência que os erros técnicos cometidos pela sua equipa tiveram no seu desfecho.

No frente-a-frente entre brasileiras e francesas, as coisas foram bem diferentes. Neste embate de titans, o equilíbrio foi a nota dominante, sobretudo na segunda parte.

O jogo foi muito táctico e defensivo, com marcações e blocos duros de ambos os lados. No primeiro período as representantes de França conseguiram uma vantagem de três bolas. Com o marcador em 10 a sete, as americanas conseguiram empatar nos primeiros seis minutos da segunda etapa, marcando quatro golos e permitindo apenas um.

Depois desta igualdade a onze, as gaulesas ganharam vantagem ligeira e temporária, mas foram ultrapassadas pelas brasileiras a meio do período. Na parte final as francesas ganharam de novo vantagem, mas as brasileiras conseguiram empatar a partida.

O Campeonato do mundo de andebol feminino decorre, até ao próximo dia 15, no Japão.

Hoje, na terceira jornada da fase de grupos, as americanas jogam com as sul-coreanas, enquanto que as africanas defrontam as eslovenas.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019

Autoridades portuguesas desmantelam rede de imigração ilegal

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras desarticulou um grupo...

Portugal    22 dezembro 2019

Pesticidas fatais para abelhas predominantes em fruta e hortaliças do Brasil

A Agência de Vigilância Sanitária verificou que mais de meta...

Brasil    21 dezembro 2019

Estado angolano procura resgatar milhões de euros

A verba – estimada em perto de seis mil milhões de euros – f...

Angola    20 dezembro 2019

Parlamentares recusam participar na contenção da despesa pública de Timor

A maioria dos deputados rejeitou a proposta, feita pelo Gove...

Todas as Notícias    15 dezembro 2019