Em conferência de imprensa, de apresentação da declaração preliminar da missão da CEDEAO às eleições Legislativas na Guiné-Bissau, a organização deu nota positiva à forma como se desenrolou o escrutínio. 

"De uma maneira geral a missão está satisfeita em termos de mobilização e de conduta cívica dos eleitores, bem assim do bom domínio do bom domínio de procedimento de votação pelos agentes das Mesas de Voto", afirmou aos jornalistas e convidados o chefe da missão Désiré Kadré Ouédraogo, antigo Primeiro-ministro do Burkina Faso e ex-Presidente da Comissão da CEDEAO.

A organização reconheceu que o escrutínio acontece "num contexto bastante particular da vida política do país" que é visto "como uma solução vital para a saída da crise interna e para o retorno do país a uma trajectória estabilizada dentro da comunidade internacional", como frisou o referido responsável.

Nota muito positiva para a forma como aconteceu a campanha eleitoral quer por parte das forças políticas quer dos guineenses em geral:

"Sobre a vigilância das Forças de Segurança e Defesa National com ajuda da Forças da ECOMIB da CEDEAO, a campanha eleitoral que começou a 16 de fevereiro de 2019 e terminou no dia 8 de março de 2019, decorreu num ambiente pacífico em todo o território nacional, sob a vigilância da polícia nacional. Em geral, as etapas finais da campanha eleitoral foram coloridas e traduziam muito entusiasmo. Os partidos políticos e candidatos comportaram-se de maneira exemplar, respeitando assim as leis em vigor que regem o código de ética e conduta adotado no dia 14 de Fevereiro de 2019", referiu Quédraogo.

Désiré Kadré Ouédraogo ressalvou o facto dos enviados da missão às várias assembleias de voto terem observado "um alto nível de participação de mulheres e jovens quer como agentes das mesas de voto quer como eleitores" e de as pessoas portadoras de deficiência física terem, "na sua maioria", beneficiado "da assistência dos agentes eleitorais ou dos respectivos familiares".

Ainda assim, houve falhas, ainda que pequenas, durante a votação. Foram registados casos de "alguns eleitores detentores de cartão de eleitor" cujo nome não figurava nos cadernos eleitorais. A CEDEAO deixa por isso um aviso: 

"Por consequência (...) convida todos os órgãos de Gestão Eleitoral a tomar medidas necessárias para corrigir este tipo de situações nas eleições vindouras", as próximas serão as Presidenciais que deverão decorrer em novembro próximo.

Em relação à contagem de votos, mais uma vez, a CEDEAO mostra satisfação:

"O processo de contagem de votos nas assembleias de voto foi conduzido de forma transparente, na presença dos representantes de partidos políticos concorrentes e de certos observadores internacionais e locais", afirmou Ouédraogo. E deixou um pedido aos guineenses:

"A Missão aproveita esta oportunidade para lançar um apelo à todos os Guineenses a trabalhar incansavelmente para a consolidação da paz, coesão nacional e á persistir no diálogo inclusivo á fim de preservar o interesse geral do país".

Os resultados provisórios do escrutínio serão divulgados pela Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau esta quarta-feira. 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Brasil vence Taça América

A seleção canarinha ganhou ao Peru, por três bolas a uma, na...

Brasil    08 julho 2019

Equipas lusófonas entram a perder nos Mundiais de Hóquei em Patins

Angola, em masculinos, e Portugal, em femininos, não lograra...

Geral    07 julho 2019

Centro Cultural Cabo Verde nasce em Lisboa

Foi inaugurado o Centro Cultural Cabo Verde, um pólo de prom...

Cabo Verde    07 julho 2019

Português Tiago Ferreira é campeão da Europa de Maratona BTT

Tiago Ferreira venceu o campeonato da Europa de Maratona BTT...

Portugal    07 julho 2019

Começa hoje o Mundial de Hóquei em Patins

A fase de grupos da prova começa hoje, 6 de Julho, em Barcel...

Geral    06 julho 2019