O MS-PRS, Movimento de Salvação do Partido da Renovação Social e da Memória de Kumba Iala acusa a direção do Partido de Renovação Social de "corrupção", "clientelismo" e "nepotismo" na escolha dos candidatos às eleições e a cargos públicos durante os governos que integrou. A informação foi avançada, em conferência de imprensa, pelo coordenador do movimento. Ibraima Sori Djaló exigiu a demissão imediata da atual direção do PRS, liderada por Alberto Nambeia.

Ainda não houve resposta por parte dos dirigentes do PRS, Sori Djaló diz que se a direção não se demitir o Movimento de Salvação do PRS avançará com uma queixa-crime no Ministério Público por corrupção, por parte da direção da formação, nos últimos três anos.

Na semana passada, numa carta dirigida ao líder do PRS, o movimento exigia que a direção se responsabilizasse pelo "desastroso resultado" nas eleições Legislativas de 10 de março. O PRS passou de segunda a terceira formação mais votada e perdeu metade dos deputados. 

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Brasil vence Taça América

A seleção canarinha ganhou ao Peru, por três bolas a uma, na...

Brasil    08 julho 2019

Equipas lusófonas entram a perder nos Mundiais de Hóquei em Patins

Angola, em masculinos, e Portugal, em femininos, não lograra...

Geral    07 julho 2019

Centro Cultural Cabo Verde nasce em Lisboa

Foi inaugurado o Centro Cultural Cabo Verde, um pólo de prom...

Cabo Verde    07 julho 2019

Português Tiago Ferreira é campeão da Europa de Maratona BTT

Tiago Ferreira venceu o campeonato da Europa de Maratona BTT...

Portugal    07 julho 2019

Começa hoje o Mundial de Hóquei em Patins

A fase de grupos da prova começa hoje, 6 de Julho, em Barcel...

Geral    06 julho 2019