Terminou a polémica em torno da mesa da Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau. O Movimento para Alternância Democrática, MADEM-G15, recusava-se a aceitar a sua composição e tinha interposto uma providência cautelar. O Supremo Tribunal de Justiça, que é também Tribunal Constitucional, voltou a não dar-lhe razão, e a dar como legitima a mesa, e a formação decidiu respeitar esta decisão.

O anúncio foi feito esta terça-feira ainda que, e em conferência de imprensa em Bissau, Nelson Moreira, do gabinete jurídico do partido formado por dissidentes do PAIGC, tenha afirmado que continuam a não concordar com a decisão. Alegam que o processo da constituição da referida mesa não aconteceu de acordo com a lei.

A mesa do Parlamento guineense ainda não está totalmente constituída. Cabe ao MADEM-G15 propor um novo nome para segundo vice-presidente do referido órgão já que o primeiro, Braima Camará, foi vetado pelo Parlamento.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Brasil vence Taça América

A seleção canarinha ganhou ao Peru, por três bolas a uma, na...

Brasil    08 julho 2019

Equipas lusófonas entram a perder nos Mundiais de Hóquei em Patins

Angola, em masculinos, e Portugal, em femininos, não lograra...

Geral    07 julho 2019

Centro Cultural Cabo Verde nasce em Lisboa

Foi inaugurado o Centro Cultural Cabo Verde, um pólo de prom...

Cabo Verde    07 julho 2019

Português Tiago Ferreira é campeão da Europa de Maratona BTT

Tiago Ferreira venceu o campeonato da Europa de Maratona BTT...

Portugal    07 julho 2019

Começa hoje o Mundial de Hóquei em Patins

A fase de grupos da prova começa hoje, 6 de Julho, em Barcel...

Geral    06 julho 2019