Pela primeira vez, desde as Legislativas de 10 de março, o Presidente da Guiné-Bissau fala em nomear o novo Primeiro-ministro do país. Sexta-feira, o chefe de Estado começou a ouvir os partidos com assento parlamentar e, ainda que a mesa da Assembleia Nacional Popular ainda não esteja totalmente constituída, parece que o impasse poderá chegar ao fim.

O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde, formação vencedora do último escrutínio, foi o primeiro a ser ouvido pelo Presidente. À saída apenas a garantia de que será cumprida a lei.

Uma decisão tomada por José Mário Vaz, e concretizada, um dia antes da prevista chegada, ao país de uma missão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, para avaliar o evoluir da situação. Deslocação que foi, ontem adiada, para data ainda a definir, e sem que fossem adiantados os motivos para este adiamento. A CEDEAO envia, regularmente, uma missão a Bissau, chefiada pelo presidente do conselho de ministros do organismo, Geoffrey Onyeama.

Têm sido muitas as vozes - Portugal, União Europeia, Nações Unidas - que têm questionado o facto da Guiné-Bissau não ter ainda um novo Primeiro-ministro. José Mário Vaz foi dizendo que aguardava que a mesa do parlamento estivesse constituída.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019

Guiné-Bissau celebra dia da Independência

Foi a 24 de novembro de 1973 que a Guiné-Bissau proclamava a...

Geral    24 setembro 2019