O MADEM-G15, Movimento para a Alternância Democrata – G15, realizou eleições primárias e escolheu o antigo Primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, como candidato às próximas eleições Presidenciais. Isto apesar ter havido quem pedisse o apoio do movimento à candidatura do atual chefe de Estado, José Mário Vaz.

Sissoco Embaló foi escolhido com 297 votos a favor, 107 votos contra e 24 abstenções entre os 428 votantes, durante uma reunião extraordinária do Conselho Nacional da formação.

O escrutínio está agendado para 24 de novembro. Para além de Embaló, que representa o movimento criado pelo grupo dos 15 dissidentes do PAIGC, lançaram-se também já na corrida dois históricos do Partido para a Independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde, Carlos Gomes Júnior, ex-líder do executivo e do PAIGC, e o atual presidente da Assembleia Nacional Popular, da mesma formação, Cipriano Cassamá.

Ambas as candidaturas foram apresentadas como independentes o que não deixou de criar alguma instabilidade, como seria de esperar, no seio do PAIGC.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Um milhão de euros para apoiar Presidenciais guineenses

A União Europeia vai apoiar a realização das eleições Presid...

Guiné-Bissau    02 outubro 2019

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019