O Presidente da Guiné-Bissau anunciou a sua recandidatura às eleições Presidenciais de 24 de novembro. Foi ao final da tarde de quinta-feira que José Mário Vaz anunciou, aos seus apoiantes, uma plateia bem composta, a sua intenção de participar na corrida eleitoral. Centenas de pessoas, vindas de todo o país, ouviram em Bissau as acusações daquele que se auto-intitulou de "presidente de paz" aos seus adversários em geral, mas de forma indireta, e promessas de realização dos "anseios" dos guineenses "continuarmos juntos a fazer desta terra um grande país".  

Alguns dias antes o Partido para a Independência da Guiné-Bissau tinha realizado primárias e eleito, como seu candidato, o líder da formação. Domingos Simões Pereira tinha batido outros cinco candidatos, sem margem para dúvidas. Entre eles estava Cipriano Cassamá, o presidente da Assembleia Nacional Popular, que se tinha lançado na corrida sem o apoio do PAIGC. Ainda assim, Domingos Simões Pereira terá como adversário, no escrutínio, outro homem forte do maior partido da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior que concorre como independente.

A formação criada pelo grupo dos 15 dissidentes do PAIGC, o MADEM-G15 escolheu para seu candidato Umaro Sissoco Embaló.

 

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Papa Francisco apela à união em Moçambique

Foi frente a cerca de 80 mil fiéis, num dia de chuva, que o ...

Moçambique    07 setembro 2019

Papa encoraja jovens moçambicanos a serem tenazes

Francisco lembrou, a propósito, a figura de Eusébio. No enco...

Moçambique    06 setembro 2019

Guiné-Bissau e Moçambique vencem jogo de apuramento para o Mundial

Ambas as selecções ganharam por uma bola a zero no terreno d...

Geral    06 setembro 2019

Papa já está em Moçambique

Francisco chegou ontem a Maputo, tendo sido recebido em ambi...

Moçambique    05 setembro 2019

Presidente da América do Sul vão apelar à protecção da Amazónia

Chefes de Estado da região preparam, para amanhã, o lançamen...

Brasil    05 setembro 2019