Em comunicado, assinado pelo Presidente daquele organismo, são consideradas não só “falsas”, como “caluniosas” afirmações feitas pelo candidato, aos jornalistas, na sequência da derrota nas Eleições Presidenciais.

Após ter ficado em quarto lugar na votação de domingo, José Mário Vaz lançou suspeitas sobre os resultados, ao referir que a Comissão Nacional Eleitoral sabe "perfeitamente" quem deveria estar na segunda volta.

Na reacção à declaração, refere-se que as palavras do Chefe de Estado cessante são “apenas manobras de diversão”, adiantando-se que a instituição pondera "intentar uma acção judicial" contra aquele político.

A iniciativa visa salvaguardar o bom nome dos membros da Comissão Nacional Eleitoral.

Na nota, o candidato é avisado das suas prerrogativas legais, nomeadamente que os “actos administrativos praticados” por aquela entidade “podem ser impugnados por via judicial, à luz do contencioso eleitoral e nos termos” da lei.

Mas, no comunicado vai-se mais longe, classificando-se como “mesquinhas” as pessoas  que, “de forma inconfessa, querem perturbar e aniquilar as conquistas irreversíveis da democracia”, apelando aos guineenses para se manterem “coesos e unidos em torno dos pilares da democracia pluralista”, exortando os guineense a bani-las “do seu seio”.

O Chefe de Estado cessante obteve pouco mais de 12 por cento de votos, tendo ficado atrás de Domingos Simões Pereira, do PAIGC; de Umaro Sissoco Embaló, do MADEM e de Nuno Nabiem, da APU.

A segunda volta das Presidenciais, marcadas para 29 do próximo mês, vai ser disputada pelos dois candidatos mais votados.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Ao terceiro jogo angolanas ganham e Brasileiras perdem no Mundial de Andebol feminino

A terceira jornada da fase de grupos da competição ditou a p...

Geral    04 dezembro 2019

Primeiro-Ministro de Timor defende Orçamento Geral do Estado

Taur Matan Ruak considera que a despesa inscrita no document...

Timor-Leste    03 dezembro 2019

Governo estuda privatização do Banco do Brasil

A proposta está a ser elaborada pelo Ministério da Economia ...

Brasil    03 dezembro 2019

Sortes diferentes para angolanas e brasileiras no Mundial de Andebol

Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola per...

Geral    03 dezembro 2019

Portugal vence Mundial de Futebol de Praia

É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objecti...

Portugal    02 dezembro 2019