O Ministério Público francês pede três anos de prisão para o vice-Presidente de Guiné Equatorial. O Procurador do Tribunal Correccional de Paris solicita também uma multa de 80 milhões de euros e o confisco dos bens comprados com o dinheiro proveniente de subornos.

Teodoro Mangue, filho do Chefe de Estado da Guiné-Equatorial, é acusada de lavagem de dinheiro em França, obtido de forma ilícita no seu país.

A Justiça francesa apreendeu carros de luxo, comprados por mais de sete milhões de euros, a colecção de arte de Yves Saint Laurent, no valor de 18 milhões de euros, e um palacete de mais de mil metros quadrados, em Paris, avaliado em 100 milhões de euros.

A defesa argumenta que o julgamento é “uma ingerência nos assuntos de um Estado soberano”, estando cheio de “ofensas, calúnias, insultos e injúrias”. Os advogados de Teodoro Mangue alegam que o julgamento é ilegal dado que dispõe de imunidade, pela posição que ocupa na hierarquia do Estado guineense.

Para o Procurador o réu adquiriu aqueles bens, entre 2005 e 2007 quando era Ministro da Agricultura. Na altura o seu salário rondava os 80 mil euros anuais, quantia insuficiente para comprar esses bens, de acordo com a acusação. Segundo a mesma seriam necessários mais de mil vencimentos para fazer aquelas aquisições, o que prenuncia a utilização de verbas obtidas de forma ilegal. Neste contexto, a compra prefigura  o crime de lavagem de dinheiro.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019

Guiné-Bissau celebra dia da Independência

Foi a 24 de novembro de 1973 que a Guiné-Bissau proclamava a...

Geral    24 setembro 2019