Cerca de 300 mil eleitores vão escolher deputados, senadores, bem como os próximos dirigentes municipais. Concorrem 17 forças políticas.

O Movimento Cidadãos para a Inovação foi proibido de participar na consulta. O seu líder foi condenado por injúrias ao Presidente da República.

O país é chefiado, desde 1987, pelo Partido Democrático, que detém 99 dos 100 assentos parlamentares e que controla os organismos públicos.

A oposição apresenta-se dividida em 16 forças politicas. Neste âmbito, o destaque vai para a União de Centro-Direita que reúne várias formações partidárias.

A coligação tem como objectivo principal chegar à governação das autarquias das duas maiores cidades do país, Malabo e Bata.

Os partidos da oposição acusam o regime de Teodoro Obiang de impedir as suas campanhas nos meios de comunicação, incluindo a Internet.

A CPLP, organização da qual faz parte a Guiné-Equatorial, enviou ao país uma delegação para observar as eleições. A missão vai permanecer no território de hoje a terça-feira, 15 de Novembro.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019

Guiné-Bissau celebra dia da Independência

Foi a 24 de novembro de 1973 que a Guiné-Bissau proclamava a...

Geral    24 setembro 2019