A Policia e o Exército detiveram, durante a noite passada, 150 militantes do partido Cidadãos para a Inovação.

De acordo com a força política, os activistas estão a ser alvo de tortura por parte das autoridades da Guiné Equatorial.

Denunciam também que a operação foi desencadeada a mando do Presidente do País. No discurso de vitória nas Eleições Legislativas e Municipais do mês passado, Teodoro Obiang tinha pedido a punição dos opositores que, segundo ele, atacaram militares na região de Aconibe.

Como forma de protesto, o Cidadãos para a Inovação não se vai fazer representar no Parlamento. O partido tinha eleito um deputado para o Congresso.

Dado que as manifestações da oposição estão proibidas, a força política apela à comunidade internacional para intervir no sentido da libertação dos seus militantes.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Presidente de Timor solicita constitucionalidade de diplomas aprovados no Parlamento

Em causa está a nova formulação das Leis do Fundo Petrolífer...

Timor-Leste    13 agosto 2019

Alemanha suspende investimentos no Brasil

Na base da decisão está a política ambiental do Governo Bras...

Brasil    12 agosto 2019

Há 500 anos começava a primeira viagem de circum-navegação

Há 500 anos o português Fernão de Magalhães e o espanhol Seb...

Portugal    10 agosto 2019

Angola e Cabo Verde acordam fim da dupla tributação

Os governos de Angola e Cabo Verde assinaram, quinta-feira e...

Geral    09 agosto 2019

Umaro Sissoco Embaló é candidato às Presidenciais

O MADEM-G15, Movimento para a Alternância Democrata – G15, r...

Guiné-Bissau    09 agosto 2019