Com esta iniciativa, marcada para Julho, Teodoro Obiang pretende o regresso dos emigrantes guinéus equatorianos ao país. A acção tem por objectivo, de acordo com aquele chefe de Estado, “preservar a paz e o desenvolvimento que o país conhece”.

O dirigente convoca, desta forma, os cidadãos do país que se encontram “dispersos na diáspora por razões políticas, por alguns delitos políticos”, a regressar ao país.

As comunidades da Guiné Equatorial no estrangeiro têm desenvolvido acções de oposição ao actual regime, nomeadamente através da formação de partidos políticos que operam a partir de Espanha e França. Um deles, o Partido do Progresso, formou mesmo um Governo no exílio.

Esta é a sexta operação deste tipo lançada pelo Presidente da antiga colónia portuguesa e espanhola. A última, há quatro anos, permitiu a legalização do partido Cidadãos para o Desenvolvimento, entretanto banido pelo regime, depois de conquistar um lugar no Parlamento.

Cerca de 150 militantes da força política foram julgado, acusados de “sedição, desordem pública, atentados à autoridade e ferimentos graves” a agentes de segurança, durante a campanha eleitoral. Vários foram condenados a cumprir penas de prisão de 48 anos.

Teodoro Obiang, de 78 anos de idade, está no poder há perto de meio século.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Luto Nacional em Cabo Verde por morte do 1º bispo cabo-verdiano

O governo de Cabo Verde decretou dois dias de Luto Nacional ...

Cabo Verde    19 junho 2019

Presidenciais agendadas para 24 de novembro na Guiné-Bissau

O Presidente da República da Guiné-Bissau agendou, para 24 d...

Guiné-Bissau    19 junho 2019

Cimeira de Negócios Estados Unidos e África decorre em Maputo

A iniciativa vai de hoje a sexta-feira, envolvendo delegaçõe...

Moçambique    18 junho 2019

Fim da crise política na Guiné-Bissau?

A poucos dias do final do seu mandato, enquanto presidente d...

Guiné-Bissau    18 junho 2019

Corrupção e novos rostos no VII Congresso Extraordinário do MPLA

O VII Congresso Extraordinário do MPLA terminou com novidade...

Angola    18 junho 2019