Alfredo Okenve, ativista reconhecido da Guiné Equatorial, foi um dos escolhidos, pelo governo francês e alemão, como vencedor do "Prémio Franco-Germânico dos Direitos Humanos e Estado de Direito" 2018. 

"Coincidindo com a celebração, este ano, dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, França e Alemanha prestam homenagem a 15 figuras que, com grande coragem, defendem os Direitos Humanos em todo o mundo. Honrando-os, os nossos dois países também honram todos os defensores dos direitos, cuja atividade é ignorada e prejudicada com muita frequência, e expressam gratidão e apreço para com todos aqueles que trabalham, diariamente, para que a Declaração não morra", lê-se na declaração conjunta dos ministros dos Negócios Estrangeiros de ambos os países. 

Alfredo Okenve nasceu em 1968, na Guiné Equatorial. Passou a sua infância entre a capital do país, Malabo e Mikomeseng. Desde muito cedo que se envolveu na área da solidariedade social. 

Juntamente com outros jovens profissionais do país criou o Centro de Estudos e Iniciativas para o Desenvolvimento da Guiné Equatorial (CEIDGE), registado como associação sem fins lucrativos desde 1996. 

"Um ano depois, em 1997, o CEIDGE foi registado na Guiné Equatorial com o claro objetivo de capacitar a sociedade civil como atores indispensáveis para o desenvolvimento sustentável do país. Desde então, Alfredo, com o CEIDGE, formou, representou e apoiou as organizações da sociedade civil guineense que promovem os Direitos Humanos (...)", lê-se no perfil de Facebook do referido organismo. 

As suas guerras contra o poder instituído no país são vastas e conhecidas. Esteve várias vezes detido. A última há muito pouco tempo a 27 de outubro, quando foi ilegalmente detido e torturado nos arredores da cidade de Bata por alegados membros das forças de segurança do Estado. 

Em 2017 tinha também sido detido, com o presidente da CEIDGE, Enrique Asumu, na altura em que a organização celebrava o seu 20º aniversário, em Malabo. Situação que repudiada pela comunidade internacional.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Cabo Verde primeiro país africano a aderir à descarbonização dos transportes

A cerimónia de adesão à referida Aliança decorreu hoje, 24 d...

Cabo Verde    24 abril 2019

Tribunal reduz pena a Lula da Silva

O Superior Tribunal de Justiça do Brasil decidiu passar de 1...

Brasil    24 abril 2019

Aprovada proposta de lei para criação de autarquias em Angola

Foi aprovada, pelo Parlamento angolano, na generalidade, a p...

Angola    23 abril 2019

Presidente de Moçambique na China

Filipe Nyusi está, em Pequim, para participar no segundo Fór...

Moçambique    22 abril 2019

Países lusófonos entre a boa e a difícil situação no que toca a liberdade de imprensa

Portugal subiu dois lugares na classificação dos Repórteres ...

Geral    22 abril 2019