Outras quinze são dadas como desaparecidas. De acordo com as autoridades de Cabo Delgado o sinistro deveu-se ao excesso de passageiros e carga, bem como ao mau tempo que se fazia sentir.

Na altura do acidente a embarcação transportava 62 pessoas, mais 40 do que a sua capacidade.

Os 57 sobreviventes foram resgatados sem grandes ferimentos, segundo o secretariado do Província. A barcaça fazia a travessia Quirimba – Quissanga, na região costeira da Província, no Norte de Moçambique.

O Governo de Cabo Delgado destacou uma comissão para apoiar as vítimas e analisar as causas do naufrágio.

Estas ocorrência são normais em Moçambique, provocando todos os anos dezenas de mortos e feridos. No ano passado 58 pessoas perderam a vida e 77 foram dadas como desaparecidas. 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019