O Instituto de Gestão das Participações do Estado dissolveu o Conselho de Administração das Linhas Aéreas de Moçambique, a companhia aérea estatal deste país de expressão portuguesa. A informação está a ser avançada por órgãos de comunicação locais que acrescentam que a decisão foi tomada em assembleia-geral extraordinária de acionistas.

O Instituto de Gestão das Participações do Estado é a entidade governamental que gere as empresas públicas moçambicanas, entre elas a LAM. 

A situação da companhia aéreanão é das melhores. Esta semana, e noutras no início do ano, centenas de passageiros, com voo entre a Beira e Nampula, ficaram em terra por falta de combustível nas aeronaves. O fornecimento tinha sido suspenso devido à falta de pagamento.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019

Ponte desaba no Norte de Moçambique

A queda da infraestrutura deixa milhares de pessoas isoladas...

Moçambique    28 dezembro 2019

Autoridades portuguesas desmantelam rede de imigração ilegal

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras desarticulou um grupo...

Portugal    22 dezembro 2019