A bancada da Frelimo foi a única que votou a favor da proposta do Governo. Renamo e MDM votaram contra. O documento passou dado que o partido no poder, desde a independência do território, dispõe de maioria absoluta na Assembleia Nacional.

O diploma prevê, no próximo ano, receitas próximas de 250 mil milhões de meticais e despesas de 340 milhões de meticais. Como resultado do desnível, o défice global deverá rondar os nove por cento do Produto Interno Bruto.

Mais de metade dos gastos destas estão consignados à parcela funcionamento, enquanto que 30 por cento vai para investimentos e 12 para operações financeiras. Este acréscimo é resultado das provisões financeiras para as Eleições Gerais e investimento na exploração de gás natural.

De acordo com informações do Governo, o défice, no ano passado, situou-se em 4,6 por cento.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019