A norte-americana Euronet vai substituir a portuguesa Bizfirst. A mudança – decidida pelo Banco de Moçambique – ocorre depois do sistema ter parado, durante cinco dias, no mês passado, devido a falta de pagamento dos programas que permitiam o seu funcionamento.

A interrupção do sistema – concretizado pela firma lusa – foi criticada pela instituição bancária central do país.

Na cerimónia de assinatura do contrato com a Euronet, o Governador do Banco de Moçambique referiu que reza “para que a implementação seja rigorosa, em linha com a letra e o espírito do contrato”.

Por seu turno, a Directora-Geral da multinacional adiantou que empresa vai melhor “a qualidade e a eficiência” e fornecer “ serviço de qualidade mundial”.

A Euronet, fundada em 1994, está presente em mais de 50 países. Na lusofonia tem pouca expressão, nomeadamente em Portugal e no Brasil. Em terras lusas as caixas apenas dão para pouco mais do que levantar dinheiro, não permitindo pagamentos.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Luto Nacional em Cabo Verde por morte do 1º bispo cabo-verdiano

O governo de Cabo Verde decretou dois dias de Luto Nacional ...

Cabo Verde    19 junho 2019

Presidenciais agendadas para 24 de novembro na Guiné-Bissau

O Presidente da República da Guiné-Bissau agendou, para 24 d...

Guiné-Bissau    19 junho 2019

Cimeira de Negócios Estados Unidos e África decorre em Maputo

A iniciativa vai de hoje a sexta-feira, envolvendo delegaçõe...

Moçambique    18 junho 2019

Fim da crise política na Guiné-Bissau?

A poucos dias do final do seu mandato, enquanto presidente d...

Guiné-Bissau    18 junho 2019

Corrupção e novos rostos no VII Congresso Extraordinário do MPLA

O VII Congresso Extraordinário do MPLA terminou com novidade...

Angola    18 junho 2019