Quatro profissionais da informação encontram-se presos, desde ontem, no Comando Distrital de Palma. Três são estrangeiros e um é moçambicano. O motorista da equipa também se encontra encarcerado.

O Instituto de Comunicação Social da África Austral já manifestou a sua preocupação face ao sucedido, tendo exigido a libertação do grupo, bem como a devolução dos equipamentos e conteúdos apreendidos.

A equipa encontrava-se, no exercício da profissão, na Província de Cabo Delgado. Na altura em que foram interceptados pelos militares, deslocavam-se de Chitolo para Praia.

Só é conhecida a identidade de um dos quatro, o jornalista de investigação, natural de Moçambique, Estácio Valoi.

O grupo deu conhecimento da sua deslocação às autoridades moçambicanas, estando autorizado a desenvolver o seu trabalho na região.

Desde finais do ano passado, que a Província de Cabo Delgado tem sido palco de ataques de grupos armados. Estas acções já provocaram mais de uma centena de mortos e milhares de desalojados.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Luto Nacional em Cabo Verde por morte do 1º bispo cabo-verdiano

O governo de Cabo Verde decretou dois dias de Luto Nacional ...

Cabo Verde    19 junho 2019

Presidenciais agendadas para 24 de novembro na Guiné-Bissau

O Presidente da República da Guiné-Bissau agendou, para 24 d...

Guiné-Bissau    19 junho 2019

Cimeira de Negócios Estados Unidos e África decorre em Maputo

A iniciativa vai de hoje a sexta-feira, envolvendo delegaçõe...

Moçambique    18 junho 2019

Fim da crise política na Guiné-Bissau?

A poucos dias do final do seu mandato, enquanto presidente d...

Guiné-Bissau    18 junho 2019

Corrupção e novos rostos no VII Congresso Extraordinário do MPLA

O VII Congresso Extraordinário do MPLA terminou com novidade...

Angola    18 junho 2019