A Gemfields e defensores dos direitos humanos acordaram o pagamento de mais de sete milhões de euros a cidadão vítimas de espancamento, tortura e abusos sexuais na mina de rubis de Montepuez, na Província de Cabo Delgado, nos últimos seis anos.

A firma de advogados Leigh Day apresentara, no Supremo Tribunal de Londres, no ano passado, uma acção contra aquela companhia.

O processo envolvia 200 queixas de espancamentos, tortura, abusos sexuais e a morte de 18 pessoas pela segurança da mina e forças de segurança de Moçambique. A demanda dizia respeito, igualmente, a mais de 90 casos de fogo posto na aldeia de Namucho-Ntoro.

Para além das indemnizações, a companhia aceitou a criação de comissão para analisar queixas futuras e atribuir novas compensações financeiras.

No acordo, a Gemfields admite “a ocorrência de episódios de violência”, mas não se assume como “responsável pelos alegados incidentes”.

Por seu lado, a Leigh Day – representante das vítimas – abdicou de novas queixas contra o grupo do Reino Unido.

Mais de quatro milhões de euros destinam-se à reparação de estragos e cerca de 600 mil euros ao Programa de Reinstalação em Namucho-Ntoro, aldeia que está a ser reconstruída para alojar 100 famílias.

A empresa de advogados britânica cobrou dois milhões de euros em honorários e custas.

A Gemfields anunciou que os primeiros 11 leilões de rubis, extraídos da mina de Montepuez, garantiram a receita de mais de 400 milhões de euros, concluindo que as indemnizações representam apenas dois por cento daquele valor.

A mina é propriedade da companhia britânica, que detém 75 por cento da capital da mesma, bem como da Mwiriti, empresa controlada pelo veterano General da Frelimo, Raimundo Pachinuapa, detentora da fatia restante.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Ao terceiro jogo angolanas ganham e Brasileiras perdem no Mundial de Andebol feminino

A terceira jornada da fase de grupos da competição ditou a p...

Geral    04 dezembro 2019

Primeiro-Ministro de Timor defende Orçamento Geral do Estado

Taur Matan Ruak considera que a despesa inscrita no document...

Timor-Leste    03 dezembro 2019

Governo estuda privatização do Banco do Brasil

A proposta está a ser elaborada pelo Ministério da Economia ...

Brasil    03 dezembro 2019

Sortes diferentes para angolanas e brasileiras no Mundial de Andebol

Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola per...

Geral    03 dezembro 2019

Portugal vence Mundial de Futebol de Praia

É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objecti...

Portugal    02 dezembro 2019