A tempestade tropical fez dezenas de mortos e milhares de desalojados. O vento e a chuva arrasaram inúmeras povoações nas Províncias de Sofala, Manica e Zambézia.

A cidade da Beira foi atingida com violência pelo temporal. Inúmeras habitações, bem como edifícios públicos e comerciais perderam telhados e janelas, devido ao vento forte, cujas rajadas ultrapassaram os 200 quilómetros hora.

As comunicações estão cortadas nas zonas atingidas, bem como o abastecimento de água e energia.

Todos os anos, na época da chuva,  se repetem as inundações em Moçambique, com dezenas de mortos e milhares de desalojados nas zonas rurais.

Desta feita, o fenómeno esporádico na Beira, afectou gravemente a cidade, a segunda mais importante de Moçambique.

Na terça-feira, as autoridades moçambicanas tinham accionado o alerta vermelho, tendo alertado as populações para “elevado risco para pessoas e bens”, devido a “ventos fortes e trovoadas severas”. No dia anterior, a chuva já afectava cerca de 50 mil pessoas.

Moçambique não tem capacidade para acorrer às pessoas que, todos os anos, são afectadas pela chuva.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Demitidos dois Ministro na Guiné-Bissau

O chefe do Governo guineense exonerou os titulares das pasta...

Guiné-Bissau    17 maio 2019

Milhares de brasileiros protestaram contra o Governo de Bolsonaro

As manifestações decorreram em mais de duas centenas de cida...

Brasil    16 maio 2019

Angola candidata-se à Organização Internacional da Francofonia

Aquele país lusófono pretende ser membro observador da comun...

Angola    16 maio 2019

Universitários brasileiros protestam contra cortes nos financiamentos

À iniciativa de estudantes que frequentam o ensino superior ...

Brasil    15 maio 2019

Presidente de Moçambique preocupado com ataques no Norte do país

Pela primeira vez, Filipe Nyusi assumiu publicamente a gravi...

Moçambique    15 maio 2019