A Frelimo e a Renamo subscreveram a cessação das hostilidades bélicas, entre si. O documento foi assinado, no reduto da Renamo, pelos Presidentes dos dois partidos.

O entendimento integra o “pacote de paz” com assinatura prevista para terça-feira, 6 de Agosto, em Maputo, na presença de dirigentes estrangeiros.

Desde 1976, que discordâncias políticas, levaram a um vai-e-vem de guerras entre as forças da Renamo e as forças de segurança de Moçambiques, dominadas pelo partido no poder, desde a Independência do país, ocorrida um ano antes.

O principal partido da oposição tem criticado o favorecimento da Frelimo pelas instituições estatais moçambicanas, nomeadamente nos actos eleitorais. Protecção que, em alguns casos, chegou à manipulação de resultados, confirmada por organizações nacionais e internacionais.

Este é a terceira convenção de Paz assinada por dirigentes dos dois partidos em 40 anos, e que, quer os moçambicanos, quer a comunidade internacional, pretendem definitiva.

Não foi por acaso que muitos dirigentes internacionais se aprestaram a saudar o entendimento rubricado por Filipe Nyusi e Ossufo Momade, na serra da Gorongosa, onde se localiza o quartel-general da Renamo. Entre eles encontra-se o Secretário-Geral das Nações Unidas.

No entanto, a situação ainda tem as suas fragilidades, estando dependente não só da integração dos militares da Renamo nas Forças Armadas e policiais moçambicanas e do desarmamento do partido, como também da forma como decorrem as próximas Eleições Gerais.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019

Ponte desaba no Norte de Moçambique

A queda da infraestrutura deixa milhares de pessoas isoladas...

Moçambique    28 dezembro 2019

Autoridades portuguesas desmantelam rede de imigração ilegal

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras desarticulou um grupo...

Portugal    22 dezembro 2019