Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi para um segundo mandato, o novo governo de Moçambique. Carlos Agostinho do Rosário, mantém a chefia do executivo do qual fazem parte 17 pastas.

Adriano Maleiane transita do anterior governo e mantém a pasta da Economia e Finanças. Já Verónica Macamo, ex-presidente da Assembleia da República, assume a pasta dos Negócios Estrangeiros e Cooperação. 

O presidente Filipe Nyusi exigiu que os novos ministros, nomeados sexta-feira (17/01) e que tomaram posse este sábado (18/01) trabalhem com vista ao alcance de resultados, com destaque para a melhoria da situação económica do país.

Durante a cerimónia o presidente da República falou dos desafios e da necessidade de agir. Filipe Nyusi afirmou que o novo governo irá "enfrentar grandes desafios que têm de vencer", mas acrescentou que há uma mensagem que é preciso fazer passar, a de que "o governo (...) deve trabalhar para que Moçambique continue a primar para uma economia mais diversificada".

O país tem, de facto, grandes desafios pela frente até porque ainda não conseguiu recuperar das catástrofes naturais que deixaram um rasto de destruição no ano passado.

 

(Foto: @NyusiConfioemti)

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019

Ponte desaba no Norte de Moçambique

A queda da infraestrutura deixa milhares de pessoas isoladas...

Moçambique    28 dezembro 2019