Foi num encontro no Brasil que os dados foram dados a conhecer. O processo de recenseamento automático, promovido pelo governo português, permitiu, pela primeira vez, compreender a realidade do número de portugueses, aptos a votar, e que vivem no estrangeiro, um milhão quatrocentos e cinquenta mil. Os números anteriores davam conta de apenas 318 mil pessoas recenseadas.

Foi durante a visita do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, ao país e no âmbito dos "Diálogos com as Comunidades: Leis Eleitorais + Participação", que as contas foram apresentadas. Só no Rio de Janeiro e em São Paulo, o número de portugueses recenseados aumentou mais 72 mil.

O evento serviu como forma de esclarecimento das comunidades lusas no país. As alterações à Lei Eleitoral, aprovadas em julho de 2018, pela Assembleia da República portuguesa, permitiram o recenseamento automático, mas facultativo, dos portugueses no estrangeiro, pessoas com dupla nacionalidade, residentes no estrangeiro, passam também agora a poder candidatar-se a deputados. Há outras novidades como a possibilidade de os eleitores pedirem a abertura de mesas de voto nas cidades onde residem. 

De acordo com dados do Ministério dos Negócios Estrangeiros português nas últimas eleições Legislativas votaram apenas 28 mil cidadãos residentes no estrangeiro. 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Demitidos dois Ministro na Guiné-Bissau

O chefe do Governo guineense exonerou os titulares das pasta...

Guiné-Bissau    17 maio 2019

Milhares de brasileiros protestaram contra o Governo de Bolsonaro

As manifestações decorreram em mais de duas centenas de cida...

Brasil    16 maio 2019

Angola candidata-se à Organização Internacional da Francofonia

Aquele país lusófono pretende ser membro observador da comun...

Angola    16 maio 2019

Universitários brasileiros protestam contra cortes nos financiamentos

À iniciativa de estudantes que frequentam o ensino superior ...

Brasil    15 maio 2019

Presidente de Moçambique preocupado com ataques no Norte do país

Pela primeira vez, Filipe Nyusi assumiu publicamente a gravi...

Moçambique    15 maio 2019