Na reunião, o maior partido da oposição de São Tomé e Príncipe vai eleger o seu Presidente, bem como discutir e votar um novo Estatuto, que defina “as regras claras de um partido democrático”.

A força política, que Governou o país nas duas últimas legislaturas, está sem líder, depois de Patrice Trovoada ter apresentado a demissão, na sequência da perda da maioria absoluta e do afastamento da governação do país.

No entanto, o ex-Primeiro-Ministro são-tomense não descarta a possibilidade de concorrer ao cargo e de apresentar uma moção ao Congresso.

Patrice Trovoada faz depender o seu regresso do trabalho de reestruturação do partido de que o partido está a ser alvo até ao Congresso.

O Conselho Nacional da Acção Democrática Independente, para além de ter marcado a data do encontro, criou uma Comissão de Gestão para preparar o preparar.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Carlos Gomes Júnior apresenta candidatura a Presidente da Guiné-Bissau

O antigo Primeiro-Ministro guineense promete lutar, de forma...

Guiné-Bissau    14 agosto 2019

Presidente de Timor solicita constitucionalidade de diplomas aprovados no Parlamento

Em causa está a nova formulação das Leis do Fundo Petrolífer...

Timor-Leste    13 agosto 2019

Alemanha suspende investimentos no Brasil

Na base da decisão está a política ambiental do Governo Bras...

Brasil    12 agosto 2019

Companhia Aérea de Cabo Verde retoma voos domésticos

A empresa vai operar para as ilhas de Santiago e São Vicente...

Cabo Verde    12 agosto 2019

Há 500 anos começava a primeira viagem de circum-navegação

Há 500 anos o português Fernão de Magalhães e o espanhol Seb...

Portugal    10 agosto 2019