Os partidos da Aliança de Maioria Parlamentar contestam a não apresentação de novo Programa pelo executivo, depois do chumbo do primeiro pelo Parlamento.

De acordo com a constituição, se a Moção for aprovada com maioria absoluta, o Governo tem de ser demitido pelo Presidente da República.

A forças políticas signatárias do documento detêm 35 dos 65 assentos parlamentares, o que torna inevitável a queda do executivo da FRETILIN.

Esta força politica considera que se está perante “um assalto ao poder”. Por seu lado, os partidos da oposição contestam o argumento afirmando que a sua decisão “é um processo normal, legal e constitucional”.

A moção de censura elevou a tensão no Parlamento, com os deputados a trocarem críticas, nalguns casos em tom exaltado.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019

Guiné-Bissau celebra dia da Independência

Foi a 24 de novembro de 1973 que a Guiné-Bissau proclamava a...

Geral    24 setembro 2019