A situação está exposta no Livro de Dados da Criança relativo ao ano passado. O indicador abrange os petizes com menos de 14 anos.

O relatório revela que metade das crianças sofre de nanismo severo ou moderada e uma em cada três crianças tem o mesmo indicador no que toca ao seu peso. Por outro lado, uma em cada dez apresenta mesmo um estado débil.

Estes dados assumem maior importância e preocupação dado que mais de 46 por cento da população do país tem menos de 18 anos e quase 13 por cento ainda não chegou aos cinco.

Daí que, quer no conjunto das nações do Sudoeste Asiático quer da Comunidade dos países lusófonos, Timor é o território com maior percentagem de menores de cinco anos com atraso no crescimento, devido a má nutrição.

A pobreza infantil é mais expressiva nas zonas urbanas. No entanto, a capital do país apresenta os indicadores mais baixos.

O trabalho desenvolvido pela UNICEF contou com a colaboração do Governo timorense.

Não obstante os dados da pobreza e da nutrição, o relatório mostra ainda que a taxa de mortalidade infantil, de 2002 a 2016, caiu de 125 para 14 por milhar de nascimentos.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Demitidos dois Ministro na Guiné-Bissau

O chefe do Governo guineense exonerou os titulares das pasta...

Guiné-Bissau    17 maio 2019

Milhares de brasileiros protestaram contra o Governo de Bolsonaro

As manifestações decorreram em mais de duas centenas de cida...

Brasil    16 maio 2019

Angola candidata-se à Organização Internacional da Francofonia

Aquele país lusófono pretende ser membro observador da comun...

Angola    16 maio 2019

Universitários brasileiros protestam contra cortes nos financiamentos

À iniciativa de estudantes que frequentam o ensino superior ...

Brasil    15 maio 2019

Presidente de Moçambique preocupado com ataques no Norte do país

Pela primeira vez, Filipe Nyusi assumiu publicamente a gravi...

Moçambique    15 maio 2019