O novo programa-quadro das Nações Unidas para a Assistência ao Desenvolvimento (UNDAF) de Cabo Verde, para 2018-2022, foi validado. O programa está avaliado em 80 milhões de euros e aposta nas populações e no desenvolvimento sustentável e inclusivo.

O novo plano estratégico terá como objetivo, essencial, dar resposta aos desafios da juventude cabo-verdiana. Cinquenta por cento da população do país tem menos de 25 anos. O desenvolvimento do capital humano do país, a educação, saúde, proteção das crianças, etc., são algumas das prioridades. O programa prevê ainda a redução e controlo dos riscos sociais e ambientais.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019