Governo de Cabo Verde vai abrir consulados honorários na Bolívia e no Equador, em 2017. O objetivo do executivo é responder às necessidades dos mais de 400 estudantes cabo-verdianos, que se têm queixado de abandono, que estão a estudar nestes dois países.

A informação é avançada pelos meios de comunicação locais citando o ministro dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades, Luís Filipe Tavares:

“Queremos criar cônsules honorários nesses países para podermos prestar um serviço de qualidade, nomeadamente a questão da documentação que é fundamental para a integração dos estudantes”.

Luís Filipe Tavares sublinhou ainda que o executivo vai trabalhar, com os países de acolhimento de cabo-verdianos, para garantir uma melhor integração.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019