A posição foi expressa pelo Ministro dos Negócios Estrangeiro. Augusto Santos Silva lembra que a Guiné Equatorial está comprometida com Estado de Direito e o primado da Lei, no âmbito da sua participação na Comunidade dos países lusófonos.

O governante refere-se a relatos de detenções e tortura de membros da oposição.

O dirigente do Cidadãos para a Inovação da Guiné Equatorial denunciou a detenção de centenas de militantes do partido e a tortura de alguns deles.

O regime da Guiné Equatorial anunciou, a semana passada, ter frustrado um golpe de Estado contra o Presidente do país, encabeçado por um general e orquestrado pelo Presidente daquela força política.

As acusações foram imediatamente refutadas por Gabriel Obono considerando-as uma “completa montagem”.

O político da oposição a Teodoro Obiang apela à comunidade internacional para enviar um mediador “credível” para que “não aconteça o pior.

O regime do Presidente da Guiné tem sido acusado, por várias organizações nacionais e internacionais, de violar os  Direitos Humanos e perseguir políticos da oposição.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019