Desde terça-feira que não há táxis em Malabo e Bata, na Guiné Equatorial. Uma paralisação sem precedentes. Os taxistas exigem uma diminuição dos custos administrativos relativos à profissão, num país que é um importante produtor de petróleo a nível mundial. Não se veem capazes de pagar o novo seguro que as autoridades acabam de tornar obrigatório.

No primeiro dia de greve, convocada pelo Sindicato Clandestino de taxistas, os meios de comunicação locais falavam da intervenção da polícia contra os grevistas. Alguns acabaram detidos e agredidos pelas autoridades policiais. 

O ministro do Interior recusa dialogar com os grevistas que apelida de "delinquentes e criminosos". Clemente Engonga Nguema Onguene respondeu à greve, quarta-feira, com uma interdição de circulação de táxis em todo o território nacional durante 72 horas. Para voltarem a circular, e de acordo com o ministro, os táxistas têm de pedir “uma autorização especial de circulação”.

Apesar das receitas do petróleo o país vive uma grave crise. O presidente da Guiné Equatorial, a sua família e círculo de amigos são acusados, por organizações não-governamentais locais e internacionais, e por governos de outros países, de crimes como desvio de fundos públicos, branqueamento de capitais e desrespeito pelos Direitos Humanos e liberdade de expressão.

 

(Foto: @ToddRoy)

 

Comentar

Comentários   

0 # algolcant 10-06-2021 16:15
cialis 5 mg best price usa
Responder | Responder com citação | Citar
0 # algolcant 14-06-2021 00:18
best place to buy furosemide online
Responder | Responder com citação | Citar
{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019