O Instituto de Gestão das Participações do Estado dissolveu o Conselho de Administração das Linhas Aéreas de Moçambique, a companhia aérea estatal deste país de expressão portuguesa. A informação está a ser avançada por órgãos de comunicação locais que acrescentam que a decisão foi tomada em assembleia-geral extraordinária de acionistas.

O Instituto de Gestão das Participações do Estado é a entidade governamental que gere as empresas públicas moçambicanas, entre elas a LAM. 

A situação da companhia aéreanão é das melhores. Esta semana, e noutras no início do ano, centenas de passageiros, com voo entre a Beira e Nampula, ficaram em terra por falta de combustível nas aeronaves. O fornecimento tinha sido suspenso devido à falta de pagamento.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019