Justino Veiga foi preso por alegada tentativa de suborno a magistrados do Supremo Tribunal do país. O antigo Ministro da Justiça de São Tomé e Príncipe já tinha sido demitido de assessor daquela instância jurídica com base na mesma acusação.

A ordem de detenção foi emitida pela Procuradoria Geral da República, na sequência de queixa crime apresentada ao Ministério Público pelo Presidente do órgão máximo da Justiça da antiga colónia portuguesa.

O caso está ligado a processo judicial em torno da venda da Cervejeira Rosema. A ocorrência envolve também os deputados Delfim Neves e Osvaldo Vazo

O Ministério Público pretende ouvi-los, tendo já solicitado o levantamento da imunidade de que gozam.

Justino Veiga exercia, actualmente, a função de professor de direito.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019