Em consonância com a alteração da hora no país, que agora está na mesma que Angola, uma a mais do que em Portugal, o executivo alterou, em janeiro, o horário escolar mas parece que a adaptação não foi fácil. Por esse motivo, o governo fez um novo reajuste no horário escolar com o objetivo de permitir a pais ou encarregados de educação e alunos "uma melhor adaptação ao tempo solar aparente". O novo horário, que altera em mais 30 minutos a hora de entrada e de saída dos alunos, entrou hoje em vigor e abrange todos os níveis de ensino, ainda que haja ligeiras diferenças nos horários.

De acordo com o Ministério da Educação de São Tomé os alunos começam agora as aulas às 7h30 da manhã e podem terminar entre as 17h e as 18h05. 

A alteração da hora, decidida por Patrice Trovoada, o Primeiro-ministro são-tomense, para aproveitar mais uma hora de dia, tem sido muito contestada. A oposição já enviou uma providência cautelar ao Supremo Tribunal de Justiça, que visa a suspensão imediata da medida mas, até agora, não houve resposta.

 

(Foto: Ministério da Educação, Cultura e Ciência - São Tomé e Príncipe @educacao.stp)

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019