Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões Pereira e Úmaro Sissoco Embaló. Os representantes do PAIGC e do MADEM foram os candidatos mais votados na primeira volta das Eleições para a Chefia do Estado. Domingos Simões Pereira conquistou mais de 40 por cento dos votos, enquanto que Umaro Sissoco Embaló não chegou aos 30 por cento.

Em jogo estão dois modelos de administração, o Presidente do PAIGC defensor do regime assente nos vectores Parlamento Governo e Presidente, como sucede na maioria dos países europeus, e alinhado   com a comunidade internacional, nomeadamente as Nações Unidas e as Comunidades da África Austral e dos Países Lusófonos e o dirigente do MADEM  que advoga o sistema presidencial e que é apoiado pelo Chefe de Estado do Senegal.

Ambos foram Primeiro-Ministro, mas Domingos Simões Pereira chefiou um Executivo saído de Eleições, com maioria absoluta, enquanto que Úmaro Sissoco Embaló foi um dos vários recursos do Presidente cessante para governar o país sem o PAIGC.

A decisão do vencedor está nas mãos de 760 mil eleitores que votam em Assembleias ao ar livre sob o escrutínio de observadores internacionais, representantes dos candidatos e de organizações da sociedade civil.

As mesas de voto abriram sete horas, sem incidentes dignos de nota, e encerram às cinco da tarde.

A afluência às urnas está a ser grande, devendo a abstenção situar-se abaixo da verificada na primeira volta, da ordem dos 25 por cento.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019

Autoridades portuguesas desmantelam rede de imigração ilegal

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras desarticulou um grupo...

Portugal    22 dezembro 2019

Pesticidas fatais para abelhas predominantes em fruta e hortaliças do Brasil

A Agência de Vigilância Sanitária verificou que mais de meta...

Brasil    21 dezembro 2019

Estado angolano procura resgatar milhões de euros

A verba – estimada em perto de seis mil milhões de euros – f...

Angola    20 dezembro 2019

Parlamentares recusam participar na contenção da despesa pública de Timor

A maioria dos deputados rejeitou a proposta, feita pelo Gove...

Todas as Notícias    15 dezembro 2019