Depois da polémica, e de Matchu Lopes ter ameaçado assumir a nacionalidade espanhola para conseguir o passaporte diplomático, que lhe facilita a vida quando é preciso deslocar-se para fora do país, para participar em provas, o kitesurfista recebeu ontem, das mãos do presidente da câmara do Sal, o prometido documento. O governo tinha, há vários meses, prometido fazê-lo, reconhecendo os "relevantes serviços que o Kitesurfista tem vindo a prestar em prol do desenvolvimento do desporto Cabo-verdiano", escreve o executivo na sua página no Facebook.

O passaporte diplomático foi entregue numa pequena sessão, nos Paços do Concelho, na qual o kitesurfista se fez acompanhar por outros companheiros da modalidade: Arsénio Dias, Zidane Silva, Keny Gomes, Jordy Sança, e pelo seu pai.

Segundo o autarca, a Câmara Municipal do Sal vai criar um gabinete de Apoio aos desportistas náuticos. Este organismo terá como missão ajudar os atletas nas questões burocráticas, sobretudo quando competem fora do país, para possam concentrar-se "apenas na sua performance". Júlio Lopes adiantou ainda que a autarquia vai assinar um protocolo com este kitsurfista para que o atleta participe em campanhas de promoção e divulgação do Sal e Cabo Verde "como destino turístico de excelência".

Matchu Lopes agradeceu o passaporte diplomático:

“Sinto-me muito honrado e super feliz (...). Há muito tempo que sonhava e ansiava por este passaporte, que será uma grande mais-valia para mim. Acho sinceramente que já o merecia há muito tempo”, afirmou o kitesurfista.

 

Passaporte Diplomático para Gracelino Barbosa

Também ontem, um outro atleta recebeu o passaporte diplomático. Trata-se do atleta paralímpico Gracelino Barbosa que venceu três medalhas de ouro no IX Campeonato Mundial da Federação Internacional de Desporto para Atletas com Deficiência Intelectual (INAS), que decorreu em Banguecoque, a capital tailandesa.

"O atleta Gracelino Barbosa é hoje uma grande referência para o país, como um verdadeiro Embaixador de Cabo Verde, com impactos para a notoriedade de Cabo Verde e no turismo. Muitos certamente vão agora querer conhecer tanto a história do Gracelino como do país, onde ele é originário", escreve o Primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia, na sua página de Facebook.

No mesmo evento o atleta recebeu, das mãos do chefe do executivo de Cabo Verde, a medalha de 2º Grau de Mérito Desportivo.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019