O Banco de Cabo Verde e o Novo Banco foram multados pela Comissão Nacional de Proteção de Dados. Uma decisão tomada depois da fuga de informação para a imprensa.

Em março, o jornal "A Nação", publicava uma lista com o nome de 50 titulares, "devedores", de empréstimos do Novo Banco, instituição à qual foi decretada uma medida de resolução, e dos valores dos créditos concedidos. Na altura a publicação dizia que os dados tinham sido divulgados pelo Ministério das Finanças, mas a entidade negou, de imediato, qualquer ligação à fuga de informação.

O Banco de Cabo Verde, instituição de capital público, e o privado Novo Banco, foram condenados a pagar uma multa por ter sido considerado, depois de uma investigação, que houve violação das leis relativas à proteção de dados de pessoas singulares. As duas instituições já contestaram a decisão, recorrendo ao Tribunal da Praia.

 

(Foto: http://www.bcv.cv)

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019