A afirmação foi feita, em tribunal, no quarto dia do seu julgamento.

Os 146 membros do Cidadãos para a Inovação são acusados de participar em distúrbios, durante a campanha eleitoral para o Parlamento, em Aconibe, em Novembro.

A informação foi transmitida pelo advogado que os defende, dado que o julgamento ocor está a ser feito à porta fechada.

Vários réus têm-se exprimido sentados, resultados dos danos físicos infligidos pelas forças de segurança.

Os acusados estão a responder por crimes de sedição, atentado contra a autoridade ou danos.

De acordo com o advogado dos detidos, a maioria nem participou nas manifestações, de 5 de Novembro, em Aconibe.

Nestas circunstâncias, a defesa vai pedir a absolvição dos acusados.

Após as eleições, foram detidas cerca de duas centenas de pessoas que se opõem ao regime da Guiné-Equatorial.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019