O principal partido da oposição de São Tomé e Príncipe convocou, para amanhã, 9 de Janeiro, jornadas de protesto contra o “medo, tirania, divisão e pobreza instalados no país”.

O MLSTP-PSD acusa o Governo de estar a introduzir “um processo de ditadura” no arquipélago.

A iniciativa – afirma a força política – tem o envolvimento do Chefe de Estado. O partido culpa Evaristo de Carvalho de se comportar como Vice-Presidente da Acção Democrática Independente e não como “garante da Constituição e do principio da separação de poderes”.

O Chefe de Estado não só contrariou a decisão de um juiz como demitiu o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, o que é inconstitucional para o partido da oposição.

As jornadas de protesto vão decorrer em Caué e Pagué.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

CEDEAO quer fim de contenda eleitoral

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, que ...

Guiné-Bissau    12 fevereiro 2020

Novo governo moçambicano toma posse

Tomou posse, dois dias depois da investidura de Filipe Nyusi...

Moçambique    18 janeiro 2020

Filipe Nyusi toma posse para um segundo mandato

Filipe Nyusi tomou posse, esta quarta-feira, para um segundo...

Moçambique    16 janeiro 2020

Umaro Sissoco Embaló eleito Presidente da Guiné-Bissau

O candidato do MADEM ultrapassou Domingos Simões Pereira por...

Guiné-Bissau    01 janeiro 2020

Guineenses votam para Presidente da República

Os eleitores da Guiné-Bissau encolhem entre Domingos Simões ...

Guiné-Bissau    29 dezembro 2019