A primeira avaliação ao programa do Fundo Monetário Internacional para a Guiné Equatorial terminou de forma positiva para o país. De acordo com Lisandro Ábrego, chefe de missão do referido organismo para o país, e depois de uma visita a Malabo que terminou ontem, a Guiné Equatorial está a fazer progressos no que diz respeito ao seu programa de reformas estruturais.

"(...) a missão e as autoridades concordaram que a forte implementação, continuada, da estratégia governamental de reformas é essencial para ajudar a estabilizar as finanças públicas, conter a subida da Dívida Pública e lançar as bases para um crescimento sustentável e inclusivo, no contexto de uma economia diversificada", sublinhou o referido responsável.

Ainda assim, Lisandro Ábrego alerta para a necessidade de se prestar especial atenção aos mais desprotegidos:

"(...) é importante proteger os pobres e os mais vulneráveis de quaisquer efeitos adversos do ajustamento económico e, de uma forma geral, fortalecer a proteção social".

Notas animadoras, no entanto o Fundo Monetário Internacional mantém que as perspetivas económicas, no curto prazo, são difíceis, mesmo tendo o setor não petrolífero mostrado sinais de recuperação. A tónica continua na queda na produção de pretróleo, que faz com que o crescimento económico global siga em terreno negativo.

O FMI propõe, e entre outras coisas, que o "fortalecimento da moldura de gestão das finanças públicas para garantir disciplina orçamental" e o lançamento do processo de auditorias às empresas públicas de hidrocarbonetos.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Cabo Verde primeiro país africano a aderir à descarbonização dos transportes

A cerimónia de adesão à referida Aliança decorreu hoje, 24 d...

Cabo Verde    24 abril 2019

Tribunal reduz pena a Lula da Silva

O Superior Tribunal de Justiça do Brasil decidiu passar de 1...

Brasil    24 abril 2019

Aprovada proposta de lei para criação de autarquias em Angola

Foi aprovada, pelo Parlamento angolano, na generalidade, a p...

Angola    23 abril 2019

Presidente de Moçambique na China

Filipe Nyusi está, em Pequim, para participar no segundo Fór...

Moçambique    22 abril 2019

Países lusófonos entre a boa e a difícil situação no que toca a liberdade de imprensa

Portugal subiu dois lugares na classificação dos Repórteres ...

Geral    22 abril 2019