É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objectivo. Desta feita, os portugueses levaram de vencida a Itália por seis bolas a quatro.

Os transalpinos marcaram primeiro, aos cinco minutos, por Zurlo. Dois minutos depois Leo Martins empata.  

A partir do um a um a equipa das quinas superou os italianos, alargando a diferença com golos de Jordan Santos no minuto 17, e André Lourenço segundos depois.

No início do terceiro período, o primeiro dos dois jogadores amplia a vantagem para quatro a um, ao minuto 25 do jogo.

O quinto surge dois minutos depois por Leo Martins. A partir os jogadores lusófonos descansaram, permitindo a recuperação da Itália. Ramacciotti reduz aos 30 minutos e segundos depois Gentilin marca o terceiro.

Com cinco a três, os transalpinos acreditaram que podiam chegar ao empate, mas  Jordan Santos, aos 34 minutos, deitou por terra as aspirações do conjunto adversário.

A Itália marcou o seu quarto golo um minuto depois, mas já não havia mais nada a fazer. Portugal conquistava o Tricampeonato Mundial de Praia, em Assumpção, no Paraguai, depois dos êxitos alcançados em 2001 e 2015.

Pelo andar do marcador até ao cinco a um pode pensar-se que foi um jogo fácil para os lusos, mas não. Os italianos obrigaram o guarda-redes português a mostrar porque iria vencer o troféu para o Melhor na posição. Com o braço esquerdo, aos 24 minutos,  defendeu um desvio, em cima, de Gori e, no minuto seguinte, superiorizou-se ao mesmo jogador no único penalti do jogo.

De referir que os adversários de Portugal ainda tiveram uma bola à barra, aos 27 minutos, e outra no poste, aos 33.

No entanto, estes indicadores não põem em causa a justeza da vitória da selecção portuguesa, superiorizando-se, tanto na defesa como no ataque, aos dois melhores marcadores do Campeonato, que são italianos.

Os novos Campeões são os jogadores Elinton Andrade, Rui Coimbra, Jordan, Bê Martins e Léo Martins, Tiago Petrony, Bruno Torres, André Lourenço, Rúben Brilhante, Belchior, Von e Madjer, bem como o seleccionador, Mário Narciso e a sua equipa técnica.

Três portugueses foram distinguidos na Cerimónia de Encerramento da competição. Elinton Andrade foi considerado o Melhor Guarda-Redes da prova, conquistando a Luva de Ouro da prova, enquanto que Jordan Santos e Bê Martins conquistaram, respectivamente, as bolas de Prata e Bronze de Melhores jogadores da Prova. A de Ouro foi para Ozu Moreira, da selecção Japonesa.

 

Foto: FPF

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Ao terceiro jogo angolanas ganham e Brasileiras perdem no Mundial de Andebol feminino

A terceira jornada da fase de grupos da competição ditou a p...

Geral    04 dezembro 2019

Primeiro-Ministro de Timor defende Orçamento Geral do Estado

Taur Matan Ruak considera que a despesa inscrita no document...

Timor-Leste    03 dezembro 2019

Governo estuda privatização do Banco do Brasil

A proposta está a ser elaborada pelo Ministério da Economia ...

Brasil    03 dezembro 2019

Sortes diferentes para angolanas e brasileiras no Mundial de Andebol

Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola per...

Geral    03 dezembro 2019

Portugal vence Mundial de Futebol de Praia

É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objecti...

Portugal    02 dezembro 2019