O Partido da Renovação Social, Reunido na localidade de Uaque, a cerca de 60 quilómetros da capital da Guiné-Bissau, deu um voto de confiança ao presidente Alberto Nambeia. Depois da polémica lançada pelo MS-PRS, Movimento de Salvação do Partido da Renovação Social e da Memória de Kumba Iala - que acusava a direção do PRS de "corrupção""clientelismo" e "nepotismo" na escolha dos candidatos às eleições e a cargos públicos durante os governos que integrou - a liderança de Nambeia sai reforçada. Cento e quarenta e cinco dos cento e oitenta e nove membros da comissão política da formação decidiram-se pelo apoio ao seu líder aprovando uma moção de confiança à atual direção.

O PRS passou de segundo para terceiro partido mais votado. Tem agora metade dos lugares que tinha no Parlamento na anterior Legislatura, uma situação que os contestatários de Alberto Nambeia consideram inaceitável.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Cabo Verde primeiro país africano a aderir à descarbonização dos transportes

A cerimónia de adesão à referida Aliança decorreu hoje, 24 d...

Cabo Verde    24 abril 2019

Tribunal reduz pena a Lula da Silva

O Superior Tribunal de Justiça do Brasil decidiu passar de 1...

Brasil    24 abril 2019

Aprovada proposta de lei para criação de autarquias em Angola

Foi aprovada, pelo Parlamento angolano, na generalidade, a p...

Angola    23 abril 2019

Presidente de Moçambique na China

Filipe Nyusi está, em Pequim, para participar no segundo Fór...

Moçambique    22 abril 2019

Países lusófonos entre a boa e a difícil situação no que toca a liberdade de imprensa

Portugal subiu dois lugares na classificação dos Repórteres ...

Geral    22 abril 2019